Homenagem a Reinaldo Carcanholo.

Luiz Carlos Rodrigues Cruz Puscas

Resumo


Conhecemos Reinaldo Carcanholo em 1982,ainda em Campina Grande (PB), quando eleretornava do exílio. Exílio? Isso mesmo. Comoaluno do curso de economia da Universidade deSão Paulo (USP) e membro do Centro Acadêmico,durante a ditadura militar, Reinaldo foi forçado a seexilar no Chile, de Salvador Allende. No exílio,nasceu seu primeiro filho, o economista MarceloCarcanholo, professor da Universidade FederalFluminense. Lá no Chile foi que concluiu o curso deeconomia e começou a participar de um movimentopara mudança do currículo dos cursos de economiadaquele país. Posteriormente, teve que sair doChile - com o golpe militar - e buscou exílio naCosta Rica, onde cursou o mestrado. Seudoutorado em economia, ele cursou naUniversidade Autônoma do México, tendo comoorientador Ruy Mauro Marini. Carcanholo viveu naCosta Rica (1974-1977), no México (1978) e emHonduras (1979-1982), sempre aliando suaatividade acadêmica à sua militância políticarevolucionária.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.