CONCEITUAR LUGAR NO ENSINO FUNDAMENTAL VIVENCIANDO TERESINA

Maria do Socorro Pereira de Sousa Andrade, Armstrong Miranda Evangelista

Resumo


O artigo relata uma experiência de ensino de Geografia realizada com uma professora e estudantes do ensino fundamental no contexto de uma pesquisa-ação sobre o estudo do conceito de lugar na perspectiva humanista de cunho fenomenológico, contemplando afetividade e cognição. A opção metodológica para a realização da pesquisa foi a Pesquisa-ação de inspiração hermenêutico/fenomenológica – ou prático/colaborativa – por seu potencial formativo, ao procurar compreender e interpretar os fenômenos relacionados ao processo de ensino realizado no trabalho docente. Buscou-se para tanto sustentação teórica em Martins (1992), Bicudo (2011), Holzer (2003) e Triviños (2009). A pesquisa ocorreu em uma escola pública de Teresina, valorando o espaço vivido da criança e áreas expressivas dessa cidade ainda pouco conhecidas concretamente. As atividades desenvolvidas levaram em conta o aproveitamento dos conhecimentos prévios dos estudantes e o exercício do diálogo na produção do saber. Procurou-se com isso reconhecer aspectos identitários da criança com o lugar enfatizando fatores geográficos de influência, internos e externos, relacionados a construção da cidadania.


Palavras-chave


Ensino de Geografia. Geografia Escolar. Conceito de lugar.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Revista Equador, ISSN 2317-3491, Universidade Federal do Piauí.

QUALIS A4