ANÁLISE DA DEGRADAÇÃO AMBIENTAL NA BACIA HIDROGRÁFICA DO RIO ALCÂNTARA NO MUNICÍPIO DE SÃO GONÇALO, LESTE METROPOLITANA DO RIO DE JANEIRO

Cilene Daudt Vieira, Antônio Enágico Farias Oliveira, Wendel Guimarães Alves, Otávio Miguez da Rocha Leão

Resumo


O presente trabalho tem como pressuposto analisar os impactos ambientais existentes na bacia hidrográfica do Rio Alcântara localizado no município de São Gonçalo (RJ). Pretende-se abordar os impactos físicos e sociais que influencia esses ambientes, além de contribuir para o melhor entendimento da dinâmica fluvial da bacia, alterada pela expansão urbana. A mesma encontra-se altamente urbanizada com suas encostas e margens de canais densamente ocupados. Isso porque, devido a necessidade de se criar espaços muitas obras foram feitas, como a canalização de rios em aproximadamente toda sua extensão, tornando-os “rios invisíveis”, que contribui intensamente para alterações ao longo de toda bacia hidrográfica. Em áreas urbanas os solos são em grande parte impermeáveis, dificultando a infiltração da água e levando a existência do escoamento superficial, ocasionando a elevação da vazão em eventos pluviométricos de grande intensidade, suscitando as enchentes urbanas. Os métodos utilizados foram imagens de satélite e trabalhos de campo para conhecer melhor a área da bacia. Como resultado, obtivemos o entendimento que muitos canais estão assoreados, sem mata ciliar e com suas margens ocupadas resultando em frequentes inundações no município.


Palavras-chave


Gestão ambiental, Bacia hidrográfica, Urbanização e Enchentes urbanas

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Revista Equador, ISSN 2317-3491, Universidade Federal do Piauí.