A OCUPAÇÃO DESIGUAL DO ESPAÇO GEOGRÁFICO SEMIÁRIDO: O CONTEXTO DO MUNICÍPIO DE QUIXADÁ/CE

Andrea Bezerra Crispim, Marcos José Nogueira Souza, Pedro Henrique Balduino Queiroz, Roberto Jarllys Reis Lima

Resumo


O presente trabalho trata das mudanças socioambientais ocorridas no município de Quixadá, localizado no sertão central do Estado do Ceará, em decorrência das diversas atividades praticadas. A área em estudo tem sido submetida nos últimos anos a mudanças ambientais impostas por diversas atividades socioeconômicas, ocasionando impactos ambientais significativos. Foram elaborados dois mapas de uso e cobertura vegetal da área representando os anos de 1985 e 2014. Avaliou-se as mudanças ambientais e econômicas decorrentes da dinâmica vivenciada na área partindo de uma análise quanti-qualitativa. Foram constatadas contradições sócioespaciais na área, dando destaque à necessidade de políticas públicas que visem a convivência da população com o semiárido. Partindo dessa discussão, verificou-se que boa parte dos problemas socioambientais do município é decorrente da ausência de políticas públicas efetivas capazes de suplantar os efeitos emergentes das vulnerabilidades socioeconômicas e da degradação ambiental.


Palavras-chave


Degradação Ambiental, Estado, Políticas Ambientais.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Revista Equador, ISSN 2317-3491, Universidade Federal do Piauí.