Avaliação de metodologia analítica espectrofotométrica para quantificação de flavonoides totais nas folhas de Kalanchoe brasiliensis Camb. (Crassulaceae)

Luiz Soares, Lívia Lopes Matos, Júlia Morais Fernandes, Magda Rhayanny Assunção Ferreira, Silvana Maria Zucolotto Langassner

Resumo


O principal propósito deste trabalho foi avaliar e validar uma metodologia analítica por espectrofotometria para doseamento de flavonoides totais das folhas de Kalanchoe brasiliensis. Para tanto, a extração foi conduzida por turbólise das folhas frescas na proporção de 1:1 (m/v) empregando etanol 50% (v/v) como solvente. O tempo de reação e a concentração de AlCl3 foram estabelecidos após execução de um desenho composto central (DCC) adotando como níveis as faixas de 10,86 à 39,14 min e de 1,46 à 8,54% (m/v), respectivamente. Os experimentos foram realizados em triplicata e a absorvância foi a variável de resposta. O comprimento de onda para leitura foi de 412 nm, estabelecido após varredura da solução do complexo AlCl3-flavonoides. Os resultados do DCC foram usados para gerar superfície de resposta, que revelou como condição ótima para realização do ensaio: AlCl3 5% (m/v) após 15 minutos de reação. O método analítico apresentou linearidade (R2 = 0,9988), precisão (CV% ≤ 5%) e robustez (CV% ≤ 5%) para os parâmetros investigados.


Palavras-chave


Kalanche brasiliensis; Flavonóides Totais; Espectrofotometria; Validação

Texto completo: PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.