Caracterização físico–química e biofarmacotécnica de pomadas orabase de triancinolona

Marcelo Marafon, Gláucia Laís Nunes Lopes, Victor Magno Viana Oliveira, Luan Moura Soares, André Luís Menezes Carvalho, Sandra Silva Guimaraes

Resumo



RESUMO As doenças periodontais infecciosas estão presentes em cerca de 50% da população, sendo importante causa de morbidades agudas e crônicas. No tratamento de algumas lesões da mucosa bucal, tais como aftas bucais, periadenite mucosa necrótica recorrente ou afta de Sutton, tem havido predileção por terapia através de pomadas de corticoides sistêmicos, de ação local, sendo um deles o acetato de triancinolona. A triancinolona é um potente corticoide de depósito, que atua inibindo a síntese de prostaglandinas e leucotrienos, com consequente efeito anti-inflamatório, antipruriginoso e antialérgico. Este trabalho se propôs avaliar as características físico-químicas e de liberação in vitro de pomadas orabase de acetato de triancinolona de diferentes fabricantes nacionais. Foram realizados os seguintes testes: características organolépticas, determinação do pH, doseamento, viscosidade, espalhabilidade, análise  em  microscopia óptica, e determinação da liberação in vitro. Como resultados a amostra do fabricante 4 apresentou alterações nas propriedades organolépticas (aspecto e cor) e na espalhabilidade, apresentando uma resistência à compressão. O fabricante 3 também demonstrou alteração no aspecto, já os fabricantes 1 e 2 conservaram suas propriedades físicas visuais. Na análise de microscopia óptica foi possível observar que cada uma das amostras analisadas têm suas próprias características microscópicas, devido a cada uma delas apresentarem processos individuais de fabricação. Na cinética de liberação in vitro todos os 4 fabricantes apresentaram resultados abaixo de um para o coeficiente de correlação (r2< 1), o que pode influenciar in vivo o efeito terapêutico dos fármacos quando liberados de suas respectivas formas farmacêuticas.Palavras-chave: controle de qualidade; tecnologia farmacêutica, farmacocinética.  

Palavras-chave


tecnologia farmacêutica: controle de qualidade; farmacocinética

Texto completo: PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.