Índices de literatura e identidade cultural lusitanas em narrativas amazônicas

Maria do Socorro Simões

Resumo


O corpus do Programa de Pesquisa “O imaginário nas formas narrativas orais populares da Amazônia paraense é um exemplo do “modo supremo da experiência de vida” e modo como essa experiência se sedimentou na memória do homem amazônida. Assiste-se em cada “contar” a presença do homem que divide a vida entre a floresta e o rio, enquanto transmigra para um mundo fantasioso de seres encantados. As inúmeras narrativas recolhidas, além de serem de riqueza ímpar, tanto do ponto de vista da quantidade, quanto do ponto de vista da qualidade e diversidade, são um depoimento vivo da presença de colonizadores que, aqui tendo estado,  deixaram marcas indeléveis que passaram a  compor  uma verdadeira colcha de retalhos de manifestações culturais . E,   apesar, de nada ser tão impressivo quanto a própria Amazônia, a experiência fundamentada, a partir do convívio com o colonizador-mor, é sempre surpreendente para  o pesquisador.

Texto completo: PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Revista Ininga, v. 1, n. 1 - Segundo semestre de 2014