RISCOS OCUPACIONAIS E UTILIZAÇÃO DE EQUIPAMENTO DE PROTEÇÃO INDIVIDUAL PARA PREVENÇÃO DA TUBERCULOSE: REVISÃO INTEGRATIVA

Conceição Mota Xavier Marins, Larissa Rodrigues Valente, Miriam Marinho Chrizostimo, Eliane da Conceição Gomes

Resumo


Objetivo: analisar produções científicas que discutem risco ocupacional e utilização de Equipamento de Proteção Individual (EPI) para a prevenção da tuberculose. Método: pesquisa exploratória, descritiva e qualitativa. Revisão integrativa de literatura, no período compreendido entre 2008 e 2013, com uso dos descritores: riscos ocupacionais, tuberculose, profissional de saúde e equipamento de proteção individual. Resultados: a análise das 06 produções científicas selecionadas para este estudo oportunizou a elaboração de duas categorias que foram: a tuberculose é um risco ocupacional para os profissionais de saúde e a sua prevenção está relacionada ao uso de EPI. Conclusão: Estas categorias apontam que há preocupação com a transmissão de TB em trabalhadores da área da saúde, contudo é necessário que se tenha ênfase na prevenção desse agravo. E, apontam ainda que existe dificuldade na adesão a utilização do EPI. São necessários estudos que discutam e avaliem o uso do EPI na prevenção da TB.

Palavras-chave


“riscos ocupacionais”, “tuberculose”, “profissional de saúde”, “equipamento de proteção individual”

Texto completo:

PDF

Referências


World health organization, W.H.O. Global Tuberculosis Report; 2012.

Ministério da Saúde, Brasil. 1. Tuberculose. [Online]. Available from: http://portalsaude.saude.gov.br/index.php?option=com_content [Accessed 22 November 2015]

Ministério da Saúde, Brasil. Manual de recomendações para o controle da tuberculose no Brasil. Brasília: Ministério da Saúde; 2011.

Nava-Aguilera E, Andersson N, Harris E, Mitchell S, Hamel C, et al. Risk factors associated with recent transmission of tuberculosis: systematic review and meta-analysis. Int J Tuberc Lung Dis. 2009;13(1): 17-26.

Ministério da saúde, Brasil Doenças infecciosas e parasitárias relacionadas ao trabalho. In: Doenças relacionadas ao trabalho: manual de procedimentos para os serviços de saúde. Brasília: Ministério da Saúde; 2009. p. 59-64.

Krüüne A, Danilovitsh M, Pehme L, Laisaar T, Hoffner S.E, Katila ML. Tuberculosis as an occupational hazard for health care workers in Estonia. Int J Tuberc Lung Dis. 2001;5(2): 170-6.

Andrade AC, Sanna MC. Ensino de Biossegurança na Graduação em Enfermagem: uma revisão da literatura. Rev bras enferm. 2007;60(5): 569-72.

Couto IRR, Andrade M, Souza FBA, Rodrigues CC, Gonçalves BD, Couto IBR. Tuberculose entre trabalhadores de um hospital universitário no município de Niterói- Rio de Janeiro entre 2005 a junho de 2011. Rev pesqui cuid fundam. 2013;5(2): 3567-71.

Maciel ELN, Prado TN, Fávero JL, Moreira TR, Dietze R.Tuberculose em profissionais de saúde: um novo olhar sobre um antigo problema.J Bras Pneumol. 2009;35(1): 83-90.

Prado TN, Galavote HS, Brioschi AP, Lacerda T, Fregona G, Detoni VV, Lima RCD, Dietze R, Maciel ELN. Perfil epidemiológico dos casos notificados de tuberculose entre os profissionais de saúde no Hospital Universitário em Vitória (ES) Brasil. J Bras Pneumol. 2008;34(8): 607-13.

- Maciel ELN, Brioschi AP, Guidoni LM, Cerqueira ACB, Prado TN, Fregona G, Dietze R. Fatores associados ao abandono da quimioprofilaxia de TB no município de Vitória (ES): um estudo de coorte histórica. J Bras Pneumol. 2009;35(9): 884-891.

PIO JE. Tuberculose e Biossegurança. Pulmão RJ 2012;21(1): 65-67.

Quadros-Coelho MA, Biscotto CR, Tinois BR, Freitas FC, Oliveira, JS, Azevedo MF, et al. Prevalência da infecção tuberculosa em universitários da Universidade Estadual de Montes Claros, Minas Gerais. Rev bras educ med. 2009;33(4): 535-41.




DOI: https://doi.org/10.26694/repis.v3i0.4469

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Bases/Indexadores:

Internacionais: CuidenIndex Copernicus InternationalResearch BibleLatindexCrossRefScholar Google; REDIB; PKP Index; DOAJ.

Nacionais: DiadorimIBICTSumarios.orgLIVRE; periodicos CAPES.

REPIS is available in: Publons

ISSN: 2446-7901