CULTURA INDÍGENA: UM RESGATE A PARTIR DO DESCOBRIMENTO DO BRASIL

Alexsandra Maria Brasileiro Silva

Resumo


Este relato de experiência trata de um trabalho desenvolvido por uma professora de Educação Física, pertencente à Rede Pública Estadual do Município de Campina Grande – Estado da Paraíba, que, comprometida com a construção coletiva de uma escola que cumpre sua função social, enquanto espaço de aprendizagem sistemática e significativa, marcada pela cooperação e interdisciplinaridade; desenvolveu, no turno da manhã, com a turma do 9º ano do Ensino Fundamental, um projeto do ensino que reuniu vários recursos e estratégias didático-pedagógicas na vivência de situações das aprendizagens no cotidiano escolar. O período de realização foi de julho a outubro de 2014, envolvendo 42 alunos na faixa etária de 14 a 15 anos. O trabalho consistiu, no estudo exploratório da obra literária. “Faz Muito Tempo” da Ruth Rocha, que se reporta ao valor das memórias na constituição da Identidade de cada um. A experiência desenvolvida na disciplina de Educação Física, de forma transversal, abrangeu atividades de produção escrita, linguagem oral, leitura e interpretação de textos, pesquisa, teatro e dança. Todas as estratégias foram pensadas, objetivando a construção de um ser mais crítico e conhecedor de sua origem, participante de uma realidade que se faz necessário (re)significar o tempo todo. A metodologia empregada facilitou o alcance dos objetivos pretendidos, uma vez que, de forma integrada, criativa e lúdica, proporcionou, dentre outros, a vivência das atitudes de cooperação e criatividade, o desenvolvimento de habilidades de leitura e escrita, além da oportunidade dos alunos conhecerem e valorizarem a cultura indígena.

Palavras-chave: Educação Física. Cultura. Dança. Aprendizagem.

 


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.