Adubação Orgânica ou Mineral e Frequências de Corte Sobre a Produção de Fitomassa de Andropogon gayanus

Maria Socorro de Souza Carneiro, Teresinha de Jesus Deléo Rodrigues, Luis Roberto de Andrade Rodrigues, Euclides Braga Malheiros, Paola Pedroso Vantini

Resumo


A pesquisa foi desenvolvida no Setor de Forragicultura da Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinárias, UNESP - Campus de Jaboticabal, objetivando avaliar o capim Andropogon gayanus Kunth cv. Planaltina, no período de estiagem, submetido à adubação orgânica ou mineral e a intervalos de corte. O delineamento experimental adotado foi blocos completos casualizados, arranjados em fatorial de 4 x 2, em que foram avaliadas quatro adubações (0 kg N/ha - testemunha; 25 kg N/ha e 50 kg N/ha, após cada corte, na forma de sulfato de amônio e, 20 t esterco bovino/ha em uma única aplicação) e dois intervalos de corte (28 e 42 dias de idade), com 3 repetições. A produção de fitomassa de lâminas foliares verdes foi influenciada, significativamente, pela adubação orgânica e corte a cada 28 dias, podendo ser recomendados para esta forrageira, no período de estiagem.


Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.15528/33