Avaliação Agronômica de Variedades de Cana-de-açúcar para Fins Forrageiros em Rondônia

Claudio Ramalho Townsend, Newton de Lucena Costa, Rodolpho de Almeida Torres, João Paulo Guimarães Soares, Ricardo Gomes de Araujo Pereira, João Avelar Magalhães

Resumo


Avaliou-se o desempenho agronômico das variedades de cana-de-açúcar (RB 72-454, RB 78-5148, RB 73-9735, RB 73-9359, RB 83-5486, SP 71-1406, SP 79-1011, CB 45-3, CB 47-355, NA 56-79 e testemunha) introduzidas em Rondônia. O delineamento experimental foi em blocos casualizados com três repetições. O plantio foi realizado em novembro de 1999 e o corte em junho de 2001. As plantas apresentaram altura média de 3,69 m. A RB 83-5486 apresentou o menor porte e a RB 73-9359 o maior. A RB 78-5148 apresentou o maior teor de MS e a RB 72454 menor (P<0,01). As variedades não diferiram entre si (P>0,01) em relação ao ºBrix. Os rendimentos médios de MV e MS foram de 208 e 55 t/ha, respectivamente, destacando-se a RB 73-9735 que não diferiu das RB 72-454, RB 78-5148, RB 73-9359, SP 71-1406, SP 79-1011, CB 45-3, CB 47-355 e NA 56-79 (P>0,01). Em média, as plantas apresentaram 88,0; 7,0, 4,0 e 1,0% de colmos, ponteiras, folhas verdes e secas, respectivamente. As variedades RB 73-9735, RB 78-5148, RB 73-9359 e CB 47-355 se destacaram das demais, na produção de forragem, teor de açúcares e participação de colmos.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.15528/385