Valor Nutritivo da Vagem de Faveira (Parkia platycephala Benth.) para Ruminantes

Francisco Araújo Machado, Arnaud Azevêdo Alves, Jose Wilson da Silva Moura, Antonio Marcos Esmeraldo Bezerra

Resumo


Avaliou-se 

 

o valor nutritivo da vagem de faveira para ruminantes, cujos tratamentos foram: Tl - Concentrado Comercial (CC); T2 - 50% CC+50% Vagem de Faveira Moída (VFM); T3 - VFM. A determinação do consumo voluntário seguiu urn esquema fatorial 3x2 em delineamento inteiramente casualizado com três repetições. A digestibilidade "in situ" foi determinada pela técnica de NOCEK (1985). A VFM apresentou teor de MS 91,67%, com MO 89,81%, PB 9,43%, FDA 17,53%, FDN 21,38% e lignina 2,32%. O consumo voluntáno de VFM foi 79,56 e 67,77 gMS/animal/dia para caprinos mestiços anglo-nubianos, machos e fêmeas, respectivamente. A VFM apresentou 69,65 % de digestibilidade "in situ". Os resultados revelaram restrição do consumo voluntáno de vagem de faveira moída por caprinos e uma boa digestibilidade para ruminantes.


Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.15528/9