CARACTERIZAÇÃO FÍSICO-AMBIENTAL DA BACIA DO RIO SÃO NICOLAU- SEMIÁRIDO PIAUIENSE.

Cristiane Maria Cordeiro Santiago, Marta Celina Linhares Sales, Jorge Eduardo Abreu Paula

Resumo


A bacia do rio São Nicolau-PI perfaz uma área de 5.840 km2. O rio cruza o Piauí (sentido E-W) desaguando no rio Sambito, afluente do Poti. Objetivou-se realizar a caracterização físico-ambiental buscando definir unidades geoambientais da bacia. Para isso, fazer o levantamento de informações pré-existentes; caracterizar as unidades geoambientais e, identificar as formas de uso e ocupação. Para tanto, foram realizados levantamentos de informações e dados cartográficos consultando órgãos e instituições públicas. Realizaram-se técnicas de geoprocessamento para a compreensão do arranjo espacial das formas de uso e cobertura da terra na compreensão de organização da área. Considerando os aspectos físico-ambientais verificou-se a predominância da Formação Serra Grande, depósito da bacia sedimentar do Parnaíba com inclinação na direção do centro da bacia (sentido E-W). Relevo com ausência de grandes elevações, predomínio de chapadões em formas tabulares com altitudes discretas. A conjunção do clima e geologia sustenta solos litólicos, latossolos amarelos e de areias quartzosas predominantes em diferentes altimetrias, climas e coberturas vegetais. Esses servem de suporte para o cerrado, caatinga e outras formações influenciadas pelo clima seco, altas temperaturas e chuvas escassas. Desenvolve-se a agricultura, produção de mel, turismo etc. Em contrapartida, existem problemas como: índice de pobreza elevado, degradação dos solos agrícolas, poluição das águas superficiais (agrotóxicos), assoreamento de trechos dos rios, queimadas. Assim, o efetivo de atividades desconsiderando as fragilidades do meio possibilita graves problemas limitando o uso dos recursos disponíveis.

Palavras-chave


Unidade ambiental; Bacia do Poti;Fragilidades

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.26694/equador.v2i1.1035

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Revista da Pós-graduação em Geografia, do Centro de Ciências Humanas e Letras da UFPI

 ISSN 2317-3491

A Revista está atualmente indexada às seguintes bases de dados: LATINDEX, DIADORIM, IBICT/SEER, SUMÁRIOS.ORG, PERIÓDICO CAPES, GOOGLE ACADÊMICO, GENAMICS JOURNAL SEEK.

A REVISTA EQUADOR faz uso do DOI (Digital Object Identifier), através da associação com o CrossRef.