MUDA-SE DE LUGAR, MANTÉM-SE OS HÁBITOS: ESTUDO SOBRE A FEIRA LIVRE DO BAIRRO DE SÃO JOSÉ– RECIFE/PE

Magali Ferreira de Menezes, Fábio José de Araújo Pedrosa

Resumo


A doença provocada pelo novo coronavírus levou a óbito mais de XX pessoas no mundo, assim todos os hábitos de limpeza e higiene tiveram de ser revistos. Situação que ocorre lentamente na feira livre de São José- Recife/PE. A pesquisa foi um estudo de caso único, a pesquisa de campo aconteceu entre o dia 1 e 11 de junho de 2021. Entre outros resultados percebeu-se que mesmo como a mudança de local, os feirantes continuaram descartando resíduos no chão ainda que exista coletor próximo. Uma das causas é a ausência de ações de sensibilização ambiental, que contribui para a continuidade do descaso com a saúde pública e com o meio ambiente por parte dos feirantes. Compreendeu-se também que o local precisa urgente da presença dos órgãos sanitários para que haja uma forte ação de sanitização e conscientização dos feirantes sobre as formas de prevenção e contágio do vírus da covid-19.


Palavras-chave


Feira Livre. Educação Ambiental. Higiene. Covid-19.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.26694/equador.v10i01.12755

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Revista da Pós-graduação em Geografia, do Centro de Ciências Humanas e Letras da UFPI

 ISSN 2317-3491

A Revista está atualmente indexada às seguintes bases de dados: LATINDEX, DIADORIM, IBICT/SEER, SUMÁRIOS.ORG, PERIÓDICO CAPES, GOOGLE ACADÊMICO, GENAMICS JOURNAL SEEK.

A REVISTA EQUADOR faz uso do DOI (Digital Object Identifier), através da associação com o CrossRef.