CARACTERIZAÇÃO LIMNOLÓGICA EM BAÍA COM CONEXÃO TEMPORÁRIA COM O RIO PARAGUAI DE CÁCERES-MT, PANTANAL BRASILEIRO

Acisa Raimunda de Souza, Claumir Cesar Muniz, Ernandes Sobreira Oliveira Junior

Resumo


O presente trabalho tem como objetivo analisar as variáveis limnológicas nas diferentes variações sazonais de uma baía temporariamente conectada ao rio Paraguai -Baía Caiçara Superior (BCS), no Pantanal Mato-grossense. As amostras foram coletadas mensalmente de janeiro a dezembro de 2008. As variáveis: transparência, temperatura, profundidade, condutividade elétrica, pH, oxigênio dissolvido, saturação, amônia, nitrato, nitrito, fósforo e nitrogênio foram obtidas em campo e plotadas em planilhas e gráficos. Os resultados mostraram que a redução do nível d’água na estiagem (setembro, outubro e novembro) promove na baía do Caiçara Superior o desligamento da baía com o rio Paraguai e elevação nos valores de algumas das variáveis analisadas como: oxigênio dissolvido, potencial hidrogeniônico, saturação, nitrogênio, nitrato, nitrito e fósforo. Enquanto que as demais variáveis analisadas como: profundidade, temperatura, condutividade elétrica, amônia e transparência apresentaram maiores valores no período em que esta baía manteve sua conexão com o rio Paraguai. Diante dos resultados, conclui-se que a variação do nível da água provoca alterações nas variáveis limnológicas nos corpos d’água, que é provocada pela interação entre ambiente aquático e terrestre, mostrando forte influência com os períodos de conexão e desligamento dessa baía ao rio Paraguai.


Palavras-chave


Planície de inundação. Isolamento ambiental. Lago pantaneiro.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.26694/equador.v10i2.12772

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Revista da Pós-graduação em Geografia, do Centro de Ciências Humanas e Letras da UFPI

 ISSN 2317-3491

A Revista está atualmente indexada às seguintes bases de dados: LATINDEX, DIADORIM, IBICT/SEER, SUMÁRIOS.ORG, PERIÓDICO CAPES, GOOGLE ACADÊMICO, GENAMICS JOURNAL SEEK.

A REVISTA EQUADOR faz uso do DOI (Digital Object Identifier), através da associação com o CrossRef.