CENÁRIOS BIOFÍSICOS E ORDENAMENTO TERRITORIAL NO LITORAL SUL DE SERGIPE-BRASIL.

Anízia Conceição Cabral de Assunção Oliveira, Rosemeri Melo Souza

Resumo


Este artigo objetivou a elaboração de cenários biofísicos para a Planície Costeira do município de Itaporanga D’Ajuda-Sergipe-Brasil. A partir da perspectiva de análise integrada da paisagem e como subsídio ao ordenamento territorial foi elaborada inicialmente uma proposta de usos e ações prioritárias (denominada de Cenário de Usos Recomendados) compatíveis com a sensibilidade dos ambientes naturais e, com base na análise de possibilidades dos acontecimentos desencadeados a partir da não concretização dessa proposta, foi desenvolvido o Cenário Exploratório-perspectiva de uso insustentável. O desenvolvimento dos cenários foi possibilitado pela delimitação e classificação de unidades de paisagens e pela análise do estado ambiental, o que permitiu um melhor entendimento da configuração atual da paisagem em termos de elementos e processos envolvidos, bem como da existência de certas especificidades frente aos limites e potencialidades de cada unidade.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.26694/equador.v2i2.1487

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Revista da Pós-graduação em Geografia, do Centro de Ciências Humanas e Letras da UFPI

 ISSN 2317-3491

A Revista está atualmente indexada às seguintes bases de dados: LATINDEX, DIADORIM, IBICT/SEER, SUMÁRIOS.ORG, PERIÓDICO CAPES, GOOGLE ACADÊMICO, GENAMICS JOURNAL SEEK.

A REVISTA EQUADOR faz uso do DOI (Digital Object Identifier), através da associação com o CrossRef.