POTENCIALIDADES E LIMITAÇÕES DO USO DA TERRA NO MUNICÍPIO DE CAJAZEIRAS-PARAÍBA E SEU ENTORNO

Jacqueline Pires Gonçalves Lustosa, José Gerardo Beserra de Oliveira

Resumo


O manejo inadequado da terra promove sérios e crescentes problemas que ameaçam o ambiente natural e antrópico e que inibem a realização de um desenvolvimento sustentável. Entre estes problemas está a erosão, que é acentuada pela retirada da cobertura vegetal para o cultivo, e que expõe o solo aos processos erosivos que culminam com a sua completa destruição, causadas principalmente pela precipitação. No Município de Cajazeiras, Estado da Paraíba, os solos apresentam taxas de erodibilidade significativas, razão pela qual exigem para seu uso o emprego de técnicas adequadas que busquem antes de tudo o controle da erosão. Essas técnicas de manejo da terra, além de controlarem a erosão, devem buscar a conservação das propriedades físicas e químicas dos solos buscando a conservação de sua estrutura física e de sua fertilidade. A degradação dos solos desse Município vem sendo causada pelas atividades antrópicas, sobretudo pelas mudanças nos sistemas de uso da terra. A principal causa dessas mudanças foi a destruição do sistema de produção denominado binômio gado/algodão pelo bicudo (Anthonomus grandis), em meados dos anos 70, sistema em que a pecuária era associada à agricultura de subsistência. Este sistema foi substituído pela pecuária extensiva como é feita atualmente o qual se inicia com a remoção da cobertura vegetal arbustivo/arbórea original, para obter um aumento da capacidade de suporte provocado pelo aumento da vegetação herbácea que passa a ocorrer. Neste novo sistema de produção deve ser empregada uma carga animal compatível com sua capacidade de suporte, o que não é realizado atualmente, desde que se usa uma taxa de lotação acima desta capacidade. Este fato conduz praticamente à eliminação de toda a cobertura vegetal e consequente aceleração do processo erosivo. Este trabalho teve como objetivo apresentar uma proposta de manejo da terra com base nas potencialidades das associações de solos do município de Cajazeiras-PB, consideradas como sendo as Unidades de Manejo da Terra. Estas potencialidades foram identificadas com emprego de metodologia através da qual foi feita a caracterização da área de estudo com base em seus aspectos geológico, geomorfológico, hidroclimáticos, pedológicos e fitoecológicos. Esta caracterização baseou a determinação de suas capacidades de uso, conforme Lepsch (1991). Os resultados obtidos na pesquisa foi a identificação de cinco Unidades de Manejo que são descritas levando em conta suas potencialidades para o uso e manejo da terra.

 


Palavras-chave


Capacidade de uso da terra, Unidades de Manejo, Cajazeiras-PB.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.26694/equador.v5i5.5504

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Revista da Pós-graduação em Geografia, do Centro de Ciências Humanas e Letras da UFPI

 ISSN 2317-3491

A Revista está atualmente indexada às seguintes bases de dados: LATINDEX, DIADORIM, IBICT/SEER, SUMÁRIOS.ORG, PERIÓDICO CAPES, GOOGLE ACADÊMICO, GENAMICS JOURNAL SEEK.

A REVISTA EQUADOR faz uso do DOI (Digital Object Identifier), através da associação com o CrossRef.