GEOPROCESSAMENTO APLICADO NA ANÁLISE DA FRAGILIDADE AMBIENTAL DO MUNICÍPIO DE BREJO, MARANHÃO

Paulo Roberto Mendes Pereira, Francisco Wendell Dias Costa, Audivan Ribeiro Garcês Júnior

Resumo


O objetivo deste artigo é analisar e mapear a distribuição das classes de fragilidade ambiental do município de Brejo no estado do Maranhão, utilizando o modelo de análise multicritério AHP, elaborada pelo método da comparação pareada entre as variáveis para a definição dos pesos seguidas de combinação linear ponderada realizadas com uso de sistemas de informações geográficas. Para tanto foi realizada a agregação de dados de declividade, tipos de solos, geologia e cobertura da terra. Os dados foram submetidos a processo de recodificação e inserção de pesos de fragilidade seguindo os parâmetros descritos em Crepani et al (2000). Se destaca que a variável declividade apresentou maior peso fatorial, seguido de uso e cobertura da terra, a solos e geologia. O resultado demostrou que em geral, o município apresenta valores médios e altos para a fragilidade ambiental, principalmente associados as formas de manejo e de cobertura da terra que apresenta em sua maioria áreas voltadas para a agricultura, em combinação com a topografia e tipologias de solos, a geologia pouco interferiu na fragilidade local. Assim ressalta-se a necessidade de um melhor acompanhamento da expansão agrícola do município principalmente associados a processos de desmatamento e substituição dos cerrados, já que a área possui um importante papel na manutenção hidrológica da porção leste do Estado.

Palavras-chave


Fragilidade ambiental, SIG, Transformações ambientais, Análise multicritério, AHP, Cerrado.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.26694/equador.v8i2.9253

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Revista da Pós-graduação em Geografia, do Centro de Ciências Humanas e Letras da UFPI

 ISSN 2317-3491

A Revista está atualmente indexada às seguintes bases de dados: LATINDEX, DIADORIM, IBICT/SEER, SUMÁRIOS.ORG, PERIÓDICO CAPES, GOOGLE ACADÊMICO, GENAMICS JOURNAL SEEK.

A REVISTA EQUADOR faz uso do DOI (Digital Object Identifier), através da associação com o CrossRef.